Burro Branco/White Donkey

Burro Branco é um filme de cariz antropológico sobre uma das mais antigas linhas de fronteira em toda a Europa. Com mais de 700 anos, o mesmo traçado delimita Portugal e Espanha – dois países vizinhos que sempre viveram de costas um para o outro ao longo da sua história. .

No Norte de Portugal, na linha de fronteira que delimita o território de Riba Côa, nas encostas entre os rios Douro e Côa, existe um vasto mundo de aproximações e emigrações da sua população ao longo dos séculos. O filme trata deste universo de relações transfronteiriças na vila de Almeida, onde todos os anos, em Agosto, uma importante derrota das tropas portuguesas e inglesas face ao exercito de Napoleão é celebrada. Todos os Agostos, portugueses, franceses e espanhóis encenam e reconstituem ao pormenor os contornos dessa batalha fatídica. No final do mês Almeida fica de novo vazia com os espanhóis e franceses a regressar a casa, deixando ficar no entanto a ilusão de poderem comunicar através dessa batalha irreal. 

Realizador: João Trabulo
Produção: Periferia Filmes
Género: Ficção