30.000 Anos

No Vale do Côa, no norte do Portugal, foram redescobertas milhares de gravuras pré-históricas ao ar livre após séculos de esquecimento. Constituem a forma de expressão artística mais antiga da Humanidade.
30.000 anos após as aventuras artísticas dos homens pré-históricos que criaram gravuras nas paredes de xisto ao longo das margens do Rio Côa, os Portugueses contemporâneos voltam à paisagem selvagem desta região para edificar um Museu ultra contemporâneo em homenagem a esses artistas, nossos antepassados.
Perante estas mudanças, o povo do Vale do Côa toma consciência do passado, presente e futuro, da evolução do ser humano na terra.

Festivais e Prémios
2012 Festival Internacional de Cinema de Trento – Itália
2012 PANORAMA – Mostra de Documentário Português
2011 DocLisboa’11 – Competição Nacional

Exibições/Estreia Comercial
2011 6 e 7 de Novembro – Extensão DocLisboa’11 – Cine-Teatro de Alcobaça

Setembro 21st, 2011